AO VIVO Musical do Ouvinte
Telefones: e WhatsApp 47 3348 9744

NOTÍCIAS

O que está por vir em 2021: e-commerce no pós-pandemia

08 de Setembro de 2021

Abre o jogo. Como anda as suas comprinhas online neste período de pandemia? Não para de chegar encomendas na sua porta, certo? Essa tendência pode ser explicada por meio de números e dados. De acordo com um estudo realizado pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC), muitos brasileiros aumentaram suas compras online e passaram a usar meios digitais de pagamentos.

Segundo as informações, 61% dos clientes que compraram online durante a quarentena aumentaram o volume de compras devido ao isolamento social.. O destaque foi para as compras de alimentos e bebidas para consumo imediato, que cresceram 79%. Conforme o estudo Novos Hábitos Digitais em Tempos de Covid-19, que entrevistou mil pessoas em todo o país, a crise do novo coronavírus fez com que a transformação digital do varejo se tornasse prioridade para poder manter os negócios em operação.

As informações acima servem para contextualizar sobre as previsões de uma revista norte-americana que previu algumas tendências socioeconômicas no pós-pandemia. De acordo com o veículo de notícias, o “E-commerce continua a crescer, players como Facebook, Tik-Tok e YouTube entram para competir com a Amazon. Fechamento de 50% das lojas físicas globais. As lojas sobrevivem graças ao fato de serem experiências e showrooms, mas o comércio real no final de 2024 será maior online do que presencial em muitas áreas. Os grandes shoppings ficarão presos no tempo. Poucos sobreviverão a longo prazo.”, concluiu.

“Nesta quarentena, as compras de muitas categorias passaram a ser mais planejadas e, com isso, um prazo de entrega mais alongado se tornou aceitável. A satisfação dos clientes, na faixa de 80%, mostra que o e-commerce vem conseguindo absorver bem o aumento de demanda”, disse Terra.

Segundo os resultados da pesquisa, depois de experimentarem o comércio eletrônico em novas categorias, os consumidores brasileiros indicam que estão mudando o comportamento de consumo, com 52% dos entrevistados comprando mais em sites e aplicativos durante a quarentena e 70% que pretendem continuar comprando mais online do que faziam antes da covid-19.

“Está havendo uma mudança real de comportamento e empresas que conseguirem se relacionar bem com os clientes neste momento terão uma grande vantagem no pós-crise”, avaliou o presidente da SBVC.

Novos hábitos dos consumidores

Muito provavelmente você teve o hábito de consumir em lojas físicas e analisar os produtos presencialmente, não é mesmo? No período pós pandemia, a tendência é que haja um grande número de novos hábitos de consumo.

Ou seja, se a sua empresa vende purgador de vapor, por exemplo, é de fundamental importância fornecer as informações de relevância, além de imagens do item de diferentes ângulos.

Isso permite uma análise assertiva, e que também influencia na decisão de compra, pois é necessário que o consumidor saiba o que realmente está comprando.

Além disso, a tecnologia permite essas vantagens para o seu negócio, basta usá-la de modo adequado. Sendo assim, os novos hábitos de compra estão relacionados à compra pelo site e retirada na loja física, caso seja mais vantajoso para o consumidor ao invés de aguardar o prazo do frete.

*Com informações da Agência Brasil.